4 de março de 2011

Acreditar muito em uma coisa faz dela uma verdade?

Acreditar que Ian Somerhalder vai casar comigo não faz disso um fato ou que tal amiga é verdadeira significa que ela seja. Ter certeza absoluta de um fato não é tornar isso uma verdade universal. Até Newton teve que provar por A+B que a tal gravidade existia.

Alguém disse certa vez: Não importa qual seja a verdade, vemos o que queremos ver. Não seria isso a base da Fé? Fé em Deus, Buda, Maomé... E toda intolerância provavelmente vem de toda essa fé cega em uma verdade divina concreta e absoluta.

Acreditar não faz de nada uma verdade e nem a verdade é uma estrutura inalterável. Há muitos meandros nesse termo que se embaralham uma forma espetacular. Ter a cabeça fechada e uma visão restrita só faz das crenças uma rede de ignorância e intolerância cultural.

Se fossemos culturalmente programados para acreditar que o céu é verde e a grama é azul, acreditaríamos e isso seria uma verdade. Ainda assim, se a fé remove montanhas... porque nem todas as crenças são verdades concretas?