15 de junho de 2012

Bola de Cristal

Fico imaginando: o que eu vou ser daqui a quatro anos? Terei um diploma, mas não me imagino feliz. Desde que me lembro por gente que gosto de escrever, me sinto bem escrevendo. E desde que entrei nesse maldito lugar não consigo mais escrever como antes. 

Antes da tortura de universidade, estar sentada sem fazer nada já era motivo de inspiração. Agora, bem, olhem meus textos no blog de um ano e meio atrás. Tudo que mudou por aqui, reflete todas as minhas mudanças e não gosto do que vejo. 

Amadureci muito! Levei na cara e aprendi a ficar bem sozinha, a me virar e não depender de ninguém. – Manhê! Lava minha roupa! - Aprendi a ser mais calculista e menos emotiva. Choro bem menos, xingo bem mais e ando com um monte de Garotos! {risos

Passei no vestibular para Jornalismo em uma Universidade particular. Já curso Administração em uma Universidade federal. Tenho que fazer a matrícula, estou sem grana, meu pai não vai pagar - entendo perfeita e absolutamente todos os motivos dele -, e minha cabeça está a mil com tudo isso.

Então de repente, e miraculosamente, aparecem mil pessoas com opiniões diversas sobre a minhas escolhas. E eu não sou madura o suficiente para enfrentar tanta gente apostando em minha vida como se fosse jogo do bicho. 

E eu continuo assim: Olhando um monte de papel, brincando de vidente e tentando decidir meu futuro. Pensando bem, ainda não amadureci o bastante e tem muitos outros textos iguais a esse em algum lugar remoto desse blog.

"Me desliguei um pouco dessa paranoia de “o que os outros vão pensar?” E agir, segundo a minha vontade, segundo aquilo que eu julgo certo, que se danem os outros, afinal quem vai viver o momento sou eu! E dai se eu acordar arrependida? Pelo menos não terei dormido na vontade! E se eu errar? Ah, arquiva ai como experiência." - Tati Bernardi