15 de julho de 2012

Eu


Você apareceu devagarinho, pacientemente. Foi ocupando espaço pouco a pouco e reivindicando muito mais do que eu pude perceber. Você ignorou todas as minhas partes ruins e descobriu muito mais do que eu poderia imaginar.

De repente você está aqui, na minha cabeça. Entretanto eu não quero compartilhar o que eu não tenho. Não posso lhe prometer mundos e fundos, mesmo que você não peça, está tudo incluso no pacote. Ninguém precisa me entender bem, porque eu não me entendo. 

Não gosto de compartilhar minha vida, de depender das pessoas e, na boa, sou péssima ouvinte. Mimimi não é comigo. Sou boa com palavras escritas e imaginar sentimento pros outros, não em dizer as coisas certas e descrever minunciosamente o que se passa em minha cabeça. 

Queria corresponder ao que indiretamente me pede, me impõe. Só não posso. Não tenho estrutura para grandes eventos, para grandes sentimentos. Sempre tive essa ideia fixa e suicida de um romance que me consuma. Mas, na maioria dos romances sentimentos nunca estão um voga nas primeiras páginas. 

Ps: Blog ainda em Hiatus.