12 de agosto de 2012

Chá de Chapeleiro: Pixar!

Aproveitando a recente estreia do filme Valente - que ainda não vi por falta de $$$ e tempo - falo hoje sobre o que pra mim é o melhor estúdio animação computadorizada e um dos maiores estúdios de cinema do mundo, a Pixar. Sou completamente apaixonada pelos filmes produzidos pelo estúdio, que vão muito além de desenhos animados infantis. Com histórias bonitas, personagens cativantes e tecnologia de ponta, a Pixar agrada ao público e a bilheteria, tornando-se um dos raros estúdios capazes de produzir unanimidades.


 O sucesso e o amor pela Pixar começou logo com o seu primeiro longa-metragem , que também foi a primeira longa animação feita inteiramente em computação gráfica.  O filme que conta  história dos brinquedos de um garoto de oito anos, fez tanto sucesso que ganhou duas continuações, Toy Story 2 e Toy Story 3, sendo que o último conseguiu o feito de ganhar o Oscar de melhor animação e ser um dos únicos desenhos animados a concorrer a melhor filme. 
Depois do sucesso de Toy Story, contando com suas continuações, foram outros doze longas metragens de sucesso de público, bilheteria e crítica.


Desses doze, além de Toy Story, destaco outros quatros que para mim foram especiais <3
                                                                                   
Monstros S/A



Mexendo com o medo infantil de monstros escondidos debaixo da cama ou dentro do armário, o filme conta a história que se passa em Monstrolandia,  onde a produção de energia da empresa Monstros S/A depende do grito de medo das crianças. A história gira em torno dos monstros Mike e Sulley, que tem a vida virada de cabeça para baixo, quando acidentalmente a garotinha apelidada de Boo aparece na vida deles. 
Procurando Nemo


O Primeiro filme da Pixar vencedor do Oscar de melhor animação, entrou para a história como  a animação mais rentável de todos os tempos, arrecadando 867.900 milhões de dólares em todo o mundo, só perdendo em bilheteria no ano de 2003 para O senhor dos Anéis. Conta a história dos peixe palhaço Merlin que sai em busca de seu filho perdido, Nemo. Se aventurando pelo Oceano, conhece a peixinha com problemas de memória chamada Dory, uma das personagens mais engraçadas e famosas do estúdio.                                                                                                                                                      

Wall-E


A aposta mais ousada da Pixar é também talvez o seu maior sucesso de crítica, não sendo atoa que  Wall-E aparece em primeiro na lista da TIME dos "Melhores Filmes da Década". Seus quase primeiros 40 minutos são totalmente mudos, onde conhecemos o solitário e simpático robôzinho Wall-E que vive em um devastado planeta terra coberto por lixo. Wall-E conhece Eva, outra robô que para na terra e logo inicia-se uma inusitada história de romance. O filme se desenvolve e acaba fazendo grandes criticas a humanidade e levantar questões como sustentabilidade, sem clichês e sem se tornar panfletário. E ainda há espaço para fazer referências há grandes filmes como 2001 - Uma Odisséia no Espaço, Guerra nas Estrelas e Blade Runner - O Caçador de Andróides.

Up - Altas Aventuras:


Por fim, esse é a minha animação preferida do estúdio. A história do velhinho viúvo carrancudo e mal humorado que resolve conhecer o sonhado paraíso das cachoeiras viajando em sua própria casa coberta de balões  e acidentalmente leva consigo o fofissimo escoteiro Russell, é linda, leve e divertida. Vencedor do Oscar de melhor animação e de melhor trilha sonora original, além de concorrer a melhor roteiro e melhor filme pra mim é a obra-prima maior de um estúdio que especialista em produzi-las. 



             Para quem como eu curte cinema, não tem como não amar de paixão a Pixar <3

Regina Oliveira