21 de outubro de 2012

O Hobbit: Lá e de volta outra vez

Olá, falta pouco tempo para a estréia de O Hobbit e a ansiedade é cada vez maior. E para aumentar ainda mais a nossa ansiedade hoje na coluna especial sobre O Hobbit, vamos mostrar um pouquinho algumas imagens da produção para vocês terem a ideia do trabalho que dá gravar um filme desse tamanho e como o cinema consegue realizar coisas tão mágicas.  :)

Para começo de conversa a tecnologia de filmagem utilizada no filme é diferente de tudo o que você já viu no cinema. O destaque das filmagens fica por conta das câmeras RED Epic-M, capazes de filmar em resolução cinco vezes mais do que uma tela Full HD, em 48 quadros por segundo, o dobro de uma produção convencional!

Além disso o Hobbit conta com uma equipe gigantesca. São envolvidas cerca de 700 pessoas no projeto... Ainda a franquia promete ser muito mais real e bela visualmente que o Senhor dos anéis. Um exemplo disso é a vila dos Hobbits onde em o Senhor dos Anéis era construída de isopor e material mais simples, já na nova franquia as tocas são feitas de pedra e concreto e permanecerão intactas para sempre no local da gravação. Quem não sonha em conhecer a Vila dos Hobbits ? *-* 

O Nosso querido e já conhecido Gollum é feito através da técnica CGI, usando a base do ator Andy Serkys que dá as impressões faciais e os movimentos do personagem. Nas fotos Andy em com a roupa de captação nos bastidores e ao meio o maravilhoso resultado!

Na imagem a esquerda o todo poderoso Peter Jackson e os interpretes de Elrond e Gandalf. Dá pra imaginar que esse fundo verde vira a cidade dos elfos, Valfenda? A técnica chamada de chroma-key é utilizada há muito anos, foi bastante aperfeiçoada ao longo do tempo. Nela o fundo geralmente verde ou azul é recortado e substituído pela paisagem escolhida, mas com toda a perfeição que fica a cidade élfica, mal dá para acreditar que ela não é real.


Mas também há muitos cenários reais no filme. Assim como O Senhor dos Anéis, as locações do filme são todas da Nova Zelândia. Acima algumas imagens dos maravilhosos locais que serviram de paisagens para O Hobbit. De cima para baixo: Alpes do Sul, Rapids Aratiatia, Lago Wanaka, Monte Taranaki, outro ângulo do Monte Taranaki e Queenstown. Imaginem só o quanto A Nova Zelandia vai lucrar com turismo depois do filme.

O diretor Peter Jackson e um dos seus "anões". O ator vira um pequenino graças a mágica do cinema através de efeitos de câmeras e claro a genialidade de  Peter :)

Para quem ficou curioso, tem paciência e quer saber um pouco mais sobre a produção e gravação dos filmes, super recomendo assistir os vídeos da produção, são ao total oito que vocês encontram facilmente no youtube legendado.


Faltam menos de dois meses *-*
@milalices
@ninafreitas