2 de março de 2013

Razão de ser

"Escrevo. E pronto.
Escrevo porque preciso
preciso porque estou tonto.
Ninguém tem nada com isso.
Escrevo porque amanhece.
E as estrelas lá no céu
Lembram letras no papel,
Quando o poema me anoitece.
A aranha tece teias.
O peixe beija e morde o que vê.
Eu escrevo apenas.
Tem que ter por quê?"

 - Paulo Leminski

Não conheço Paulo Leminski. Nunca li e não sei nada além do que o resumo da Wikipédia diz. A questão é que vi um outro poema lindo - completamente ao acaso -, fiquei encantada e preciso saber mais dele.

Quem tem algumas dicas para mim? Uma biografia bacana e curtinha, sugestão dos livros deles... enfim, comenta ai. Eu agradeço e, bem, vai servir para um capítulo de Coragem :)